• Rússia deve suspender oficialmente amanhã embargo à carne brasileira

    22/06/2004

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tem como certo, até a manhã, uma resposta da Rússia suspendendo o embargo a importação de carnes. O comércio foi interrompido na 6ª feira (18) quando o Brasil comunicou a existência de um foco de febre aftosa atingindo a três bovinos no município de Monte Alegre, no norte do Pará.

    A primeira medida da Rússia foi pedir esclarecimentos ao governo. Depois, cancelou os embarques de carnes e suspendeu as emissões dos certificados, que são concedidos nos portos nacionais na presença de veterinários russo.

    O otimismo no Mapa é porque o país compriu todos os trâmites legais no caso deste tipo de ocorrência. Conforme nota técnica divulgada pelo Departamento de Defesa Animal, do Ministério, já foram comunicadas a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa), “os países vizinhos e os peíses de blocos econômicos com os quais o Brasil matém intercâmbio comercial”.

    A Rússia é responsável por 12% das importações de carnes do Brasil. De janeiro a maio deste ano foram embarcadas para o mercado russo 217,8 mil toneladas de carnes suínas, bovinas e de frango. Em 2003 o país exportou para os russos 612 mil toneladas de carnes, com uma receita de US$ 595,2 milhões.

    Fonte: Agência Brasil