• Missão brasileira na China fecha US$ 462 mi em negócios

    18/06/2004

    A missão comercial brasileira de pequenos e médios empresários que está na China já fechou US$ 462 milhões em negócios para os próximos 12 meses. O levantamento foi concluído hoje pelo presidente da Agência de Promoção de Exportações do Brasil (Apex), Juan Quirós, que está em Xangai. “Sem dúvida este é o melhor resultado da Apex no governo Lula”, disse.

    De acordo com levantamento da agência, mais de 1,2 mil empresários chineses de 536 empresas participaram das rodadas de negociações com mais de 100 micro e pequenos empresários brasileiros de 85 empresas nesta semana. A agência espera negócios ainda melhores nos próximos anos.

    Entre os setores apontados como os mais promissores para o Brasil no mercado chinês estão os de alimentação, cosméticos, equipamentos médicos e acessórios para hospitais, bebidas, calçados, softwares e móveis.

    “A missão comercial do presidente Lula abriu as portas da China. Agora estamos pavimentando o caminho”, explicou Quirós.

    Para garantir novas vendas, os empresários brasileiros vão focar as cidades da costa da China e nichos de mercado em potencial, com produtos como café, cachaça, carnes de boi, frango e peixe.

    “Não há como abraçar o mercado chinês. Vamos ter que apostar na segmentação e na diversificação da pauta”, concluiu.

    Fonte: Agência Brasil