• Em Berlim, comitiva do governo brasileiro é recebida no Ministério para Economia e Energia

    20/09/2017

    Uma comitiva do governo brasileiro foi recebida, nesta semana, no Ministério para Economia e Energia da Alemanha (BMWi, na sigla em alemão), em Berlim. Na reunião, o chefe adjunto da Divisão de Inovação Ambiental e Eletromobilidade do BMWi, Dirk Arnold, tratou, entre outros assuntos, do incentivo do governo alemão à demanda e oferta de veículos elétricos.

    Antes disso, num almoço oficial oferecido à delegação brasileira, a Oficial de Política Sênior do Ministério de Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ), Franziska Tröger, falou sobre a importância da parceria entre os governos brasileiro e alemão na área de propulsão eficiente.

    Pela manhã, o grupo se reuniu com membros da Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (NPE), conselho multissetorial do governo alemão que recomenda ações e políticas para a indústria relacionadas à eletromobilidade.

    A comitiva formada por integrantes do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), ABDI, Apex-Brasil, Aneel, Empresa de Pesquisa Energética e servidores dos ministérios das Cidades (MC), Minas e Energia (MME), Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), discutiu, ainda, mobilidade elétrica com representantes da Associação da Indústria Automóvel Alemã (VDA). A entidade, formada por várias indústrias alemãs que atuam no ramo automotivo, é responsável pela organização do Salão do Automóvel de Frankfurt.

    Promob-e

    A visita técnica à Alemanha é promovida pelo “Promob-e – Sistemas de Propulsão Eficiente”, executado pelo MDIC. A iniciativa faz parte do acordo de cooperação técnica realizado em parceria com o Ministério Alemão de Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ, na sigla em alemão), por meio da Agência de Cooperação Internacional (GIZ).

    O projeto de cooperação tem o objetivo de auxiliar o governo brasileiro na formulação de políticas públicas que estimulem a adoção de sistemas de propulsão mais eficientes. A parceria com a Alemanha teve início em janeiro deste ano e tem duração prevista até 2020.

    Fonte: MDIC