• No Vale do Silício, Marcos Pereira busca referências para Indústria 4.0 no Brasil

    21/11/2017

    Em busca das melhores referências no campo da inovação e das novas tecnologias que podem apoiar a nova política de Indústria 4.0 em desenvolvimento no Brasil, o ministro Marcos Pereira iniciou hoje a agenda de compromissos no Vale do Silício (Califórnia) em visita à Singularity University, um ‘think tank’ focado em “tecnologias exponenciais” e seus impactos sobre a economia, a produção, o emprego e os aspectos sociais.

    Marcos Pereira foi recebido pelo chefe de Estratégia, Gabriel Baldinucci, e pelo diretor de Relações Estratégicas, Peter Wicher. A Singularity tem como investidores Google, Cisco, Nokia e Kauffman e está instalada em uma base de pesquisa da NASA (a agência espacial americana), também uma das investidoras.

    A instituição oferece cursos de especialização, de férias e workshops. Uma parceria firmada com a HSM (ligada à Anima), deve levar uma unidade da Singularity para o Brasil em 2019. “Queremos encontrar caminhos para que esse conhecimento gerado possa ser aplicado à indústria brasileira”, disse o ministro.

    A política de Indústria 4.0 está em fase de conclusão capitaneada pelo ministro Marcos Pereira. O objetivo é colocar o Brasil no patamar dos grandes países no emprego da tecnologia para modernizar, aperfeiçoar e ampliar a produção nacional. A estratégia será anunciada em breve.

    O ministro reforçou o interesse do Brasil de firmar uma parceria com a Singularity para expandir sua presença no País e participar mais ativamente na formação de empreendedores inovadores brasileiros e preparar especialmente jovens para o trabalho do futuro.

    “Não dá pra falar em uma quarta revolução industrial sem tratar da capacitação das pessoas que irão trabalhar neste novo modelo. A indústria do futuro exigirá muito mais o uso do cérebro que do braço, e o Brasil precisa se preparar para isso”, disse Marcos Pereira.

    Plug And Play

    O ministro Marcos Pereira também visitou a Plug And Play, uma das principais aceleradoras de startups do mundo por onde passaram Google, PayPal e outras dezenas de inovações.

    Entre as iniciativas da PnP está a conexão entre as startups aceleradas pela empresa e as demandas de grandes corporações, semelhante ao programa Conexão Startup Indústria, desenvolvido recentemente pela ABDI/MDIC com investimento de R$ 50 milhões em três anos.

    A Plug And Play tem escritório no Brasil e quer ampliar a presença no País. O ministro Marcos Pereira falou em formalizar uma parceria entre a aceleradora e a ABDI para trazer startups brasileiras para mentorias por três meses. O presidente da ABDI, Guto Ferreira, integrante da comitiva, manifestou interesse especial para o setor de Indústria 4.0.

    Banco do Brasil no Vale

    O Banco do Brasil está presente no Vale do Silício dentro da Plug And Play. A instituição bancária brasileira ajuda a guiar os interesses tecnológicos do programa de fintech, além de se engajar com as startups participantes do programa.

    Ford aposta em “mobilidade”

    O ministro Marcos Pereira conheceu a estratégia da Ford para evoluir de uma fabricante de veículos para uma empresa de mobilidade com a aposta em tecnologias diversas, como veículos autônomos, plataformas de conectividade e big data. Ele foi recebido pelo diretor-executivo do Ford Research Lab, Dragos Maciuca, em um complexo de 16 mil metros quadrados em Palo Alto, no Vale do Silício.

    A decisão da Ford de caminhar neste sentido se baseia numa avaliação da empresa de que deve crescer o número de megacidades até 2030, da ampliação da classe média no mundo e do novo comportamento do consumidor que, por exemplo, está se casando mais tarde.

    A aposta nos serviços de mobilidade considera também a ampliação do mercado de carros elétricos e a incorporação cada vez maior de tecnologia com a previsão de que, até 2035, 50% dos novos veículos sejam elétricos.

    Facebook, Word Economic Forum

    Entre os compromissos oficiais da comitiva liderada pelo ministro Marcos Pereira estão ainda visitas ao Facebook e ao World Economic Forum em São Francisco.

    Israel

    A visita do ministro Marcos Pereira ao Vale do Silício se soma à visita a Israel, em junho, ocasião em que conheceu empresas de tecnologia, aceleradoras e centros de Pesquisa & Desenvolvimento. Ambas têm o objetivo de balizar a política de Indústria 4.0 que está sendo construída no âmbito do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

    Fonte: MDIC