• Secretária-executiva do MDIC participa de reunião dos BRICS na África do Sul

    05/07/2018

    A secretária-executiva do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Yana Dumaresq, esteve em Joanesburgo, na África do Sul, essa semana, onde participou das reuniões de ministros de Indústria e Comércio dos BRICS. Durante os dois dias, os ministros dos cinco países que compõem o bloco (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) debateram sobre a nova revolução industrial e a estratégicas dos países sobre indústria 4.0 e sobre sistema multilateral de comércio, meios para reforçá-lo e manter sua centralidade no comércio internacional dos países.

    Durante a reunião de ministros de Indústria, ela falou sobre os esforços do governo brasileiro para implementar uma agenda para Indústria 4.0, por meio do lançamento da Agenda Brasileira para Industria 4.0 pelo MDIC e ABDI em março deste ano. “O Brasil busca executar uma jornada de transformação digital com 10 medidas a serem implementadas pelas empresas de acordo com seu grau de maturidade de desenvolvimento produtivo”, explicou. “É necessária a colaboração entre os membros dos BRICS para intercâmbio de experiências sobre políticas governamentais que impulsionem à adaptação das empresas à 4ª Revolução Industrial”, defendeu.

    Na reunião também foi criado um grupo da indústria entre os cinco países e definido um plano de ação que abordará temas como capacitação e treinamento, intercâmbio de informação sobre boas práticas, inclusão de PMEs e será discutido em articulação com o Conselho Empresarial do BRICS e outros stakeholders para sinergia de recursos humanos e financeiros.

    Durante as reuniões de ministros de Comércio, Dumaresq reconheceu os esforços para avançar a agenda cooperativa dos BRICS por meio de ações efetivas e com resultados concretos para o benefício das economias nacionais. “Nossas pastas de comércio têm envidado esforços, ao longo dos últimos oito anos, para promover intercâmbio de ideias e experiências de políticas públicas. Esse encontro ministerial ocorre em um momento singular da história do sistema multilateral de comércio, regime que tem presenciado grandes desafios e precisa ser apoiado e robustecido para continuar a promover a geração de riqueza e desenvolvimento econômico para os países”, disse.

    Yana reforçou, ainda, a importância dos BRICS para o comércio exterior brasileiro. Segundo ela, o agrupamento responde por um quarto das exportações brasileiras (26%) e quase um quarto das importações brasileiras (22%). Em 2017, a balança comercial do Brasil com o bloco registrou superávit de US$ 22,99 bilhões, resultado de exportações de US$ 56,34 bilhões (alta de 34,3% em relação a 2016) e de importações de US$ 33,4 bilhões (alta de 18,4% em relação ao ano anterior).

    Durante a missão, a secretária-executiva do MDIC também teve reuniões bilaterais com o ministro do Comércio e Indústria da África do Sul, Rob Davies, com o vice-ministro de Desenvolvimento russo, Ilya Torosov, com o ministro do Comércio e Indústria da Índia, C R Chaudhary, e com o ministro-assistente do Comércio da China, Li Chenggang.

    BRICS

    BRICS é um bloco formado por cinco países que iniciaram sua coordenação de modo informal em 2006. Em 2008 ocorreu a primeira reunião formal de Chanceleres do BRIC (até então sem a participação da África do Sul), na Rússia. A África do Sul passou a integrar o grupo em 2011. Os cinco países são comumente lembrados como os cinco grandes países emergentes e o elo entre eles se dá por estarem todos em um estágio semelhante de desenvolvimento econômico.

    Desde 2009, os chefes de estado e de governo dos BRICs se encontram anualmente. A Cúpula de Líderes dos BRICS acontecerá entre os dias 25 e 27 de julho em Joanesburgo. A partir de janeiro de 2019, o Brasil passa a exercer a presidência de turno dos BRICS.

    Fonte: MDIC